Y O U  C A N ' T  R U N   F R O M  M Y  L O V E
29/06/2014
photography / outfit








Hat: Oysho / Shirt: Zara (old) / Mom Jeans and shoes: P&B (old) / Bag: vintage

V.


© Vanessa Rosa, you can't run from my love, 2014 All Rights Reserved

____


W H I T E    M O R N I N G
25/06/2014
photography / outfit









Blazer, shirt: Zara / Pants, sandals: Zara Kids / Necessaire: Oysho

White Morning.
Esta música é uma daquelas que pela qual nutro um enorme carinho. Não só pela música, mas também pelo vídeo que carrega consigo uma das poesias e fotografias mais bonitas que já vi. Seoul nunca desilude, é perfeito.
E por acordar com White Morning na cabeça, senti uma vontade insaciável de me vestir numa paleta de cores que mais caracterizavam o meu espírito nesse momento: fresco! Simples, suave e fresco sem sair dos marfins, dos cinzentos-gelo nem dos baunilhas acompanhado de um sumo de melancia, o necessaire da Oysho que para mim é bonito demais para ficar numa mala de viagem.

Ao que parece, voltei a fazer um outfit-vídeo-parvo no Instagram.

video

Espero que gostem.

um beijinho,
V.


© Vanessa Rosa, white morning, 2014 All Rights Reserved

____










H O T  D O G  W I T H  A  H A T
22/06/2014
photography / outfit









Hat: Oysho / Shirt: Old / Shorts: Zara TRF / Sandals: Zara (old)


Estou completamente V-I-C-I-A-D-A nesta música que partilho com vocês de Years & Years. Desconhecia completamente a banda e estou a adorar! Dá-me vontade de dançar e ser feliz para sempre. E depois não só a música, mas também o vídeo que é um miiiimo e quem é que entra nele quem é? O "Curtis" da série Misfits, que é senão uma das minhas favoritas de sempre, e claro o Ben Whishaw do filme O Perfume e a série The Hour ali a dançar todo lindo e perfeito, se já gostava dele, acho que agora fiquei apaixonada. 

Posto este meu momento de pita histérica, apresento-vos uma salsicha com chapéu e tamancos (por favor rir) que espero que gostem.



um beijinho,
V.


© Vanessa Rosa, hot dog with a hat, 2014 All Rights Reserved

____







L I S B O A  ~  A V E I R O  ~  P O R T O
13.06.2014
photography / travels / places / holidays

De 21 a 31 de Maio estive de férias e quis aproveitar para visitar a minha terra natal, Aveiro, que já não ia precisamente há um ano e também dei um saltinho a Lisboa e outro ao Porto para matar saudades dos amigos e conhecer melhor estas duas belas cidades.

- L I S B O A -






Aterrei em Lisboa e matei as saudades da minha amiga Irina. Soube mesmo bem estar com ela,  atrevo-me a dizer que há quase dois anos que não a via e foi muito bom. A Irina levou-me a sítios espectaculares, mais concretamente restaurantes que pelos quais perdi-me de amores. De facto fui numa semana em que eram quase mais espanhóis que portugueses, o que se tornou um pouco irónico. Provei pela primeira vez os famosos gelados Santini's e tive o prazer de conhecer o novo espaço lisboeta, o Mercado da Ribeira. Perdi-me pelas ruazinhas e reparei que já andavam nos preparativos para os Santos Populares, malditas férias que não se prolongaram por mais uma semana ahahah
Ao passear pelo Terreiro do Paço, decidi fazer uma paragem pelo MUDE (Museu do Design e da Moda) e espreitar a exposição que lá havia, recomendo.
Aproveitei o facto de estar em Lisboa e fui ter com a Kate e as suas agulhas (ok, isto soou mal) e portanto os meus bracinhos ficaram mais preenchidos graças ao fantástico, maravilhoso trabalho da Kate Leppert que podem espreitar aqui: http://katelepperttattoo.tumblr.com/
Tenho pena ter estado pouco tempo em Lisboa, mas espero voltar e conhecer mais mais mais e mais. Uma das coisas que achei especialmente bonito da nossa capital foi a mistura de cheiros, sabores, cores e música que existia pelas ruas e é isso que mais valorizo numa cidade: perder-me sem mapa, sem destino apenas com uma camera, viver e sentir a essência da cidade.


- A V E I R O -




Depois de um par de dias em Lisboa, meti-me no Intercidades rumo a Aveiro, a minha bonita cidade natal. Uff, verti uma lágrima quando cheguei à Estação de Aveiro ao sentir aquela brisa típica e o cheirinho a maresia, há um ano que não presenciava estes pequenos detalhes, carregava (e ainda carrego) muitas saudades e estava pronta para tratar delas nos próximos dias. De facto foi onde estive a grande parte das férias, estive com a minha familia, amigos e fui aos sítios religiosamente obrigatórios de Aveiro. Fui ao Ramona, comi quase todos os dias as famosas tripas de chocolate, conheci finalmente o Hleb e não larguei a minha avózinha que foi senão o motivo mais forte que me levou a querer ficar mais tempo em Aveiro.
Hmm, uma das coisas que reparei em Aveiro foi a abertura de alguns novos espaços, algo de muito bom a acontecer. E portanto é disso que vou falar, mais propriamente da Burgundy. Prometi à Alda, a simpática cara que está por detrás deste projecto e bom prometi-lhe então visitar a sua lojinha e posso dizer que quero voltar. É uma loja que se situa por detrás do Centro Comercial Oita, localizado no cabelereiro Hairtz (que também já falei dele aqui). Este espaço traz a Aveiro um novo conceito, algo diferente daquilo que estamos habituados a ver nesta pequena cidade. Um conceito mais vintage, com peças exclusivas que muito raramente podemos encontrar alguém na rua com uma igual e é disso que gosto, destes pequenos espaços, com cor, qualidade e diferença. A Burgundy abrange algumas marcas como Nakuro, Teria Yabar, Lucky, Vintage Bazaar e a marca espanhola de óculos de sol Mr Boho (que são lindos, lindos!). E é disto que acho que Aveiro precisa mais de investir, destes pequeninos espaços alternativos, seja no vestuário seja na restauração, com conceitos diferentes que nos faça ter mais diversidade de escolha. Deixo-vos aqui a página de Facebook da Burgundy e espreitem as fantásticas peças.


ESPECIAL AVEIRO : L O J A  B U R G U N D Y  











 - P O R T O -














É incrivel que cada vez que visito o Porto fico uma vontade insaciável de viver lá. Estive no Porto em Março durante um fim-de-semana e voltei agora por mais uns diazinhos nas férias, portanto decidi juntar as fotografias de Março e as de agora num só post.
Bom, sinceramente não sei por onde começar. Estive com os meus amigos, as minhas xuxus Daniela e a Cristela levaram-me a sitios que nossa-senhora-maldita-hora porque viciei-me completamente.
Passeei imenso pelos os locais mais conhecidos, pela Ribeira, Baixa, Aliados, Cedofeita etc etc etc. Em Março conheci o Rota do Chá e apeteceu-me ficar lá para sempre, o Rota é a minha cara totalmente. Primeiro motivo: chá (assumo-me a pessoa mais viciada em chá) segundo: o local que exteriormente dispõe de umas almofadinhas e mesas baixinhas, super calmo, um ambiente realmente acolhedor e depois interiormente é ainda mais perfeito com uma parede de molduras, flores, poltronas e até os mais simples paninhos e candeeiros eram lindos Ah raios!
Seguimos e vamos para as francesinhas...que acho que não vou dizer nada, se calhar só UAU e muitos pontos de exclamações seguidos. São orgásmicas (!!!!).
Provei também, segundo o Boémia Café, "Os melhores croissants do Porto", se eram os melhores não sei, mas se eram mesmo mesmo mesmo bons lá isso eram que me fazia comer logo dois seguidos.
Ok, já deu para perceber que me fartei de comer.
Apaixonei-me pelo edíficio Axa, onde decorria a exposição Street Art. Acho que me concentrei mais nos espaços vazios, minimalistas e em todas aquelas janelas por onde entravam pequenas faixas de luz. Simplesmente perfeito.
Em Março não fui, mas desta fui à linda e famossíssima Livraria Lello que infelizmente não podia tirar fotografias, mas guardo tudo com muito amor na minha memória. Fui também à Miguel Bombarda comer gigantes fatias de bolo de chocolate por uma ninharia (a minha alma ficava parva). Fui também ao Palácio de Cristal, conheci o Maus Hábitos e sim gostei muito. Hmm passei pelo Piolho, fui também à casa onde, dizem, vendem a cerveja mais barata de Portugal (*assobios*) e olhem fui a tantos sitios e perdi-me tanto que não consigo enumerar mais. Hmm e por fim acho que fiquei realmente fã da Cedofeita e comprei lá mais uma máquina analógica, uma Yashica linda e fofinha que só ela por 35€.
Ahhh, um facto importante: subi aos Clérigos. Nunca subi ao Farol da Barra (shame on me) mas posso dizer que já subi aos Clérigos e é lindo.
E pronto, quero e espero voltar, quizá um dia viver no Porto. É sem dúvida cidade portuguesa onde um dia gostava muito de viver.

E pronto, regressei a Madrid com o meu coração muito nostálgico.

___________


Espero que gostem deste post giiiiigante. Acho que é o primeiro assim em dois anos de Titles Are Too Mainstream. Peço desculpa a demora, mas mais vale tarde que nunca.

um beijinho,
V.

© Vanessa Rosa, lisboa-aveiro-porto, 2014 All Rights Reserved

____